quarta-feira, 31 de outubro de 2012

TLL para contar histórias de cidades? Sim, incrível!

"A iniciativa da ONG Oficina Alternativa é levar para os quatro cantos do estado um teatro em miniatura para contar as histórias de cada município. A construção de cada espetáculo e dos caixotes ocorrerá em parceria com as crianças e jovens da comunidade, que terão uma participação ativa no processo."

Veja matéria completa no link abaixo!

http://www.faxaju.com.br/viz_conteudo.asp?id=151354

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Notícias: “FETO” 2012

banheiro

Não tem como resistir a espiar este banheirinho…

Clica na foto e vejam as notícias e tudo como foi o Festival Estudantil de Teatro.

domingo, 21 de outubro de 2012

Campina Grande, nosso pequeno teatro e os contadores de emoções.

eu gostei do Lambe-lambe por que a pessoa escuta sozinha, mais em paz” Carlos Daniel, estudante.

o Lambe-lambe é um teatro também para todo adulto, por que todo adulto trás dentro de si, um pedacinho da menina e do menino que foi”. Eneida Agra, secretária de cultura.

Uau!

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Banda Ecológica Teatro Lambe-lambe?! Sim existe e está aqui a… pista…

DSCF0755 (2)

Este são os instrumentos construídos pelo artista Ralfice Santiago, um mágico da transformação de muitas coisas e outras tantas. Atenção para o baú que também é feito por ele. Estes instrumentes parecem que têm uma diversidade sonora incrível, com percussão, chocalho e outras surpresas.

A Banda Ecológica Teatro Lambe-lambe é mais um projeto do Centro de Referência que já falamos aqui e que está sendo costurado, como disse nossa Ismine, para ser entregue em agosto. Muitas ideias estão brotando e sempre estaremos noticiando aqui cada alinhavo!

Abraços, Solange.

terça-feira, 10 de julho de 2012

Divulgando: Teatro Popular de Ilhéus nos assentamentos do município!

Divulgamos aqui um bonito projeto dos nossos amigos da Casa dos Artistas, vejam só:

“O projeto Teodorico - Circulação em Territórios de Assentamentos está próximo de alcançar a meta de ir a 22 comunidades rurais sulbaianas (…)

Na visão do diretor do TPI, Romualdo Lisboa, chegar com o teatro é uma invasão aos assentamentos, mas que procura deixar uma mensagem positiva. “As comunidades rurais estão cansadas de serem exploradas e esquecidas pelos políticos e empresários. Nossa intenção é mostrar como a arte pode ser também um instrumento de mobilização social”, disse.

O projeto Teodorico - Circulação em Territórios de Assentamentos é financiado pelo Prêmio Procultura de Estímulo ao Circo, Dança e Teatro, da Fundação Nacional de Artes (Funarte). A ação conta com apoio da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), Assessoria Técnica Social e Ambiental (Ates), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Agrário, Coopercentrosul e Instituto Floresta Viva.”

Teodorico no Assentamento Frei Vantuir 07.07 (5)Teodorico no Projeto Vitória 08.07.12 - foto Karoline Vital  (3)Teodorico no Ressurreição 08.07.12 - foto Karoline Vital (1)

Notícias do TLL: Christian Barbosa: Teatro lambe-lambe

Christian Barbosa: Teatro lambe-lambe

Notícias do TLL: Tabletes Culturais | Off Flip - teatro Lambe-Lambe

Tabletes Culturais | Off Flip - teatro Lambe-Lambe

domingo, 8 de julho de 2012

Teatro Lambe-Lambe - Bahia inaugura um Centro de Referência costurado na mão com agulha e linha…

… um ponto atrás e um na frente, inicialmente pensei que não ia dá certo, mas já temos até data de inauguração 17 de agosto, do ano em curso, para 06 pessoas, mantendo seu caráter intimista e minimalista e também podendo ser desmontado e carregado nas mãos.
Este teatro tem a força das mulheres que teceram suas vidas costurando a mão com agulha e linha, nós somos descendente desta linhagem. Falta muito mas já se pode olhar o empreendimento, as fotos são da frente do teatro, com o porteiro Charles Bell.

531450_3614947372181_1089205593_n

Texto: Ismine Lima

Divulgando: Cirandas em Lambe-Lambe

Este é um incrível projeto criado por Yohanna Marie Assumpção para difusão do teatro lambe-lambe nas feiras de Salvador, clica no link abaixo e vejam a programação e mais informações sobre o projeto.

Cirandas em Lambe-Lambe

terça-feira, 19 de junho de 2012

Notícias do TLL!

Cia Andante: Chamada para Oficina!

cultura20126132

A Cia Andante anuncia que estão abertas as inscrições para oficina de teatro lambe-lambe (teatro de miniaturas) .

O objetivo é orientar o aluno sobre a criação do espetáculo em pequena escala, preparando o participante para planejar, criar, elaborar, confeccionar e atuar com seu teatro utilizando objetos e materiais simples, como caixa de papelão e a iluminação natural.

A oficina começa dia 19 de julho, às 19h no SESC de Itajaí. Tem carga horária de 30h (todas as quintas de agosto e setembro). Podem participar alunos com mais de 16 anos. Inscrições custam R$ 30,00 ou R$ 15,00 para estudantes.

Informações e Inscrições: 3344 2664 - 3348 9291 - 9624 6790

***

Gostei muito desse vídeo da… “Montagem do espetáculo "Isto não É uma Caixa" do Grupo Girino Teatro de Animação na programação de Teatro Lambe Lambe do FITBH 2012”

Me identifiquei com a montagem do banner que é uma coisa que as meninas (Denise e Ismine) sempre se preocupam, pois é um elemento de grande importância, que tem o papel tentar traduzir um pouco para o grande público de que se trata os mistérios da tal caixa de teatro.

 

Texto: Solange Valladão. Dir. de Com. da ANTL

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Divulgando: Circuito das Artes 2012

Print

Clica aqui e vejam o site oficial do Evento com toda a programação do Circuito, as Galerias e os Artistas que estão participando.

Solange, nossa Diretora de Comunicação, está expondo suas fotos na Galeria Cañizares!

domingo, 13 de maio de 2012

Ideias para um diálogo

Estamos retomando, depois de um tempo sem publicações no blog por problemas técnicos, com um texto de Ismine Lima voltando sua reflexão para a última oficina que realizamos sobre uma Dramaturgia para o Teatro Lambe-lambe. Ainda estamos trabalhando para publicar aqui os vídeos desta oficina. Aguardem!

Abraços, Solange Valladão

***

A oficina com Ana Maria foi encerrada, mas muito coisa pode ser aprofundada, aprendida porque estamos em outra era
podemos ir falando através destes recursos práticos que temos nas nossas mãos,  e abrindo este canal para uma discussão sobre o que é um release para espetáculo de Lambe-Lambe, todos nós neste momento estamos aprendendo, assim todos podem participar da discussão e chegarmos em algum lugar, estou enviando as sugestões baseado no que eu li e vi e vocês analisam e sugerem ou concordam. Em principio é bom explicar que no caso de um trabalho de 02 a três minutos não se pode explica-lo  em todas as sua nuances, há que se dizer algo que provoque curiosidade. No seu público, existe um roteiro que você faz, que deve ser feito  para trabalhar, fazer a sua produção. Estou enviando o anexo com as propostas.

 

TEATRO LAMBE-LAMBE – MEU CORAÇÃO

Prepare seu Coração para uma “experiência com o olhar"
Concepção e confecção dos bonecos - Rosa das Gores e Juliana Querino
Direção - Rosa das Dores e Juliana Querino
TEATRO LAMBE-LAMBE
Apresenta Nem sempre o que reluz é ouro
Criação cenário: Edilson e Zender

TEATRO LAMBE-LAMBE MAMU, NATUREZA VIVA

Conservação e perseverança do homem no meio ambiente.
Criação e concepção dos elementos cênicos - Adriana Rosário

TEATRO LAMBE-LAMBE – CONTANDO O SETE

Duas bailarinas uma clássica e outra sambista dançam na tentativa de fazerem o seu publico sorrir como se fossem palhaças.
Criação e concepção - Virgínia

TEATRO LAMBE-LAMBE – JAN E SÁUMA MÃO LEVANTA A OUTRA

O espetáculo fala da inércia de um palhaço onde a vida e a morte estão presentes e faz o encontro entre os semi-vivos e os semi-mortos
Criação e concepção - Janice e SANDRO

TEATRO LAMBE-LAMBE GOTA D’AGUA

Experimente com o olhar a surrealidade e inobjetividade dos objetos e seres. Criação e concepção: Carol Lima

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Lançamento em Salvador da Revista do TLL, em grande estilo!

A ANTL, aproveitando a oportunidade da Cia Andante em Salvador para participar do VII Fórum Brasileiro de Educação Ambiental, produziu um evento especial para lançar na cidade os nº 01 e 02 da revista do Teatro Lambe-lambe, uma importante publicação para a difusão desta arte.

Texto e vídeo: Solange Valladão. Dir. de Comunicação da ANTL

domingo, 8 de abril de 2012

Encontros...



É indescritível a emoção de apresentar o Teatro Lambe-lambe no Largo do Pelourinho, nas ladeiras do Pelô, para a grande diversidade de público que encontramos por lá. Turistas do Brasil e do mundo, baianos de todas baianidades, crianças...

A Oficina que fizemos com Ana Maria Amaral em 2011, foi no Teatro do SESC-SENAC que fica em pleno Largo do Pelourinho. No sobe e desce diário, para ir para a Oficina, passávamos pra cima e para baixo neste grande Largo e, vendo esse espaço mágico cheio de vida e história, tivemos a ideia de fazer o encerramento da Oficina em pleno Largo, espalhando caixas de Lambe-lambe pra todo lado e trazendo a esse público tão diversificado os novos espetáculos que estavam sendo criados na Oficina.

Foi uma emoção para nós, proporcionar no peito e na raça como gosta de falar nossa Ismine,  uma mostra com vários espetáculos inéditos e mais ainda! Estaríamos proporcionando um grande desafio para a metodologia que desenvolvemos com Ana para criação de uma dramaturgia do teatro lambe-lambe, ou seja , trazer os alunos da Oficina para o Largo, pois assim eles experimentariam pela primeira vez apresentar sua criação ao público, e que público!

E assim se deu inesperadamente a 1a. Mostra de Teatro Lambe-lambe no Lago do Pelourinho.

A mesma emoção sentimos em Ilhéus, quando levamos ao Calçadão Jorge Amado a 1a. Mostra de Teatro Lambe-lambe da cidade, também no encerramento da Oficina que fizemos lá em janeiro de 2011, em parceria com a Casa dos Artistas e com o Grupo de Teatro Popular de Ilhéus, que é um dos  grupos da Casa. Era a primeira vez de tudo. Que a cidade via o lambe-lambe, que artistas de teatro da cidade faziam uma Oficina deste formato, criavam suas histórias e suas caixas. Apesar de serem artistas experientes, todos ficaram com muita expectativa como seria a reação do público para suas obras. Na programação de abertura dos trabalhos da Oficina fizemos, eu e Ismine uma mostra inicial de nossas caixas e apresentamos nossos espetáculos para a cidade que via pela primeira vez o lambe-lambe, o que foi também motivo de grande ansiedade para nós.

São muitas as emoções trazidas pelo lambe-lambe, todas são particulares do momento  vivido seja ele o primeiro ou outro depois de muitos. Mas um em particular temos a certeza que para sempre será único para nós e para os que viveram. Este se deu em um campo muito restrito e com limitações que nunca havíamos vivenciado para a realização do nosso trabalho pedagógico, como não podermos usar uma simples tesoura... assim, com esses e muitos outros  desafios, realizamos em janeiro de  2011 a Oficina de Teatro Lambe-lambe com os adolescentes em medidas sócio-educativas da CASE, Salvador.

Foram 10 adolescentes escolhidos pela CASE para participarem  da Oficina onde, pelas limitações que se colocavam, fizemos também a nossa primeira experiência de bonecos Abayomi dentro das caixas. Abayomis são bonecos resultado de diversas amarrações e nós que se faz em retalhos de panos. Esses retalhos levávamos aos alunos para eles criarem seus bonecos e assim experimentamos outras formas de criação que respeitassem as limitações necessárias... por fim encerramos a Oficina com uma apresentação que  pôde ser assistida por todos os adolescentes e funcionários da CASE...  mas há muito a dizer sobre esta Oficina e estamos preparando um artigo especial sobre esta experiência.

Junto a tudo isso, que vivemos e fazemos, sabemos também de tantos outros grandes artistas dedicados a esta arte, que empreendem também várias ações para difusão do teatro lambe-lambe.

Sempre reconhecemos a importância dos amigos seguidores do Lambe-lambe, mesmo porque, seria negar a história e o acervo literário deste movimento teatral, cuja difusão no sul foi iniciada pelo Antônio Bonequeiro, após de uma oficina no Centro Latino Americano (em Arcozelos) 1995 e hoje tem toda essa visibilidade graças aos esforços e dedicação de todos vocês.

Meu grande abraço a todos!

Denise Di Santos



sábado, 7 de abril de 2012

II Encontro de Teatro Lambe-lambe no Pelô: As entrevistas!

Esse vídeo dispensa apresentações!

Nosso muito obrigada a Diego, Ana Paula, Albert, Lidia e Jeovana que aceitaram participar dando seu depoimento!

Alegre

Texto e vídeo: Solange Valladão. Dir. Comunicação ANTL

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Momento Univali falando da 1ª Mostra de Teatro Lambe-lambe em Itajaí.

Entrevista com a Cia Andante, no II Encontro de Teatro Lambe-lambe no Pelô!! Emoção!

Começamos agora a publicar os vídeos desse encontro muito especial.

O Primeiro é o depoimento da Cia Andante!!

Foi uma grande emoção gravar esse vídeo com Sandra, Jô e Laércio, depois de todas emoções que vivemos juntos no Largo do Pelourinho.

Com ele queremos fazer uma homenagem aos esforços de todos que buscam se expressar através desta arte, que é tão valiosa para nós.

Para conhecer o trabalho da Cia andante:

http://cia-andante.blogspot.com.br/

Breve as entrevistas com o público. Vocês vão conhecer meninos e meninas do Pelô!!

Texto e Vídeo: Solange Valladão. Dir. de Comunicação da ANTL

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Novo encontro de Teatro Lambe-lambe no Pelô!

Hoje foi um dia especial para a ANTL. Aproveitando a estadia da Cia Andante em Salvador, reunimos os Teatro Lambe-lambe da Bahia com Denise,  o Teatro Lambe-lambe - Um espaço para o olhar de Ismine, mais alguns alunos da Oficina que fizemos com a Ana Amaral e voltamos ao Largo do Pelourinho (Pelô para os baianos)

P1120350P1120361

Preparando o Largo e começando as apresentações…

P1120376P1120381P1120392P1120395P1120399P1120423P1120433P1120444P1120447P1120450P1120469

A Tenda da Cia Andante transformou o céu em torres de Fé e Arte!

P1120467P1120462P1120455P1120472

Depois das apresentações teve o Show de lançamento da Revista do Teatro Lambe-lambe da Cia Andante no Teatro do SESC-SENAC com repertório escolhido a dedo por Denise.

P1120475P1120479

No final do show a Cia Andante distribuiu exemplares dos Nº 1 e 2 da revista do Teatro Lambe-lambe e seguimos para o café de encerramento!

P1120511P1120521

Para ver a revista clica na fotinha!

P1120434

E para conhecer o trabalho da Cia andante:

http://cia-andante.blogspot.com.br/

Breve traremos mais emoções deste dia com depoimentos do público que assistiu aos espetáculos - teve crianças que assistiram todos os 07 espetáculos montados na Largo. Teremos também depoimentos da Cia Andante e trechos do show de acabou em baile dançante com saída monumental para o café!

Texto e Fotos: Solange Valladão. Dir. de Comunicação da ANTL

quarta-feira, 28 de março de 2012

ESCOLA DE VERÃO DE UNIMA 2012

DE 27 DE JUNHO A 04 DE JULHO

Sócios da ABTB - Centro UNIMA Brasil:

A UNIMA Federação Espanha www.unima.es , em colaboração com a UNIMA Euskal Herria e o TOPIc de Tolosa, www.topictolosa.com  oferecem 02 Bolsas de Estudo para profissionais bonequeiros latino-americanos, com direito a matricula, hospedagem e alimentação para realizar  até 04 Cursos da Escola de Verão de UNIMA, no TOPIc de Tolosa, Espanha, do dia 27 de junho a 4 de julho.

Para sócios ABTB/ Unima 2011 e  quites com a anuidade 2012

Novos sócios 2012 ( quites antes de 25 de março de 2012)

Envie currículo, ficha de inscrição e carta de apresentação da ABTB   para:

Susanita Freire- Presidente CAL/ UNIMA comision.unima@gmail.com

Idoya Otegui -  Presidente UNIMA Federación España - e-mail:presidente@unima.es

  com copia para  ABTB - UNIMA Brasil abtb.cub@gmail.com

Inscrições até 25 de abril de 2012.

domingo, 25 de março de 2012

No clima de refletir sobre o meio ambiente, divulgamos aqui uma publicação importante: O livro do VII FORUM BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL, que trás o conteúdo das mesas de debates que tiveram a participação de diversas representações importantes do Brasil inteiro. É uma bela publicação para nos inspirar para esses dias que grandes debates que virão no encontro que se dará aqui em Salvador, de 28 a 31 de março (ver uma postagem abaixo!)

logo

O VII Fórum de Educação Ambiental está trazendo uma programação especial com a inclusão do Teatro Lambe-lambe e tantas outras atividades e oficinas que não caberiam aqui, mas é só clicar na bela imagem abaixo que você vai direto para a programação e poderá ver no site informações detalhadas sobre o evento e como participar. Vá lá!

417997_177052402401935_100002915281061_295039_2072980704_n

Espia só no VII FBEA

Assim a Cia andante levará o espetáculo “Espia Só!” rumo à suas raízes, ao lugar onde nasceu o Teatro Lambe-lambe, ao seu lugar de pertencimento. Esse espetáculo estará se apresentando de 28 a 31 de março de 2012, no Centro de Convenções da Bahia, juntamente com Ismine Lima, Denise di Santos e caixeiros convidados de Santa Catarina e Bahia, onde se realizará o I Encontro de Teatro Lambe-lambe Bahia.

Uma vitoriosa conquista para a Bahia e para o Brasil, um projeto a muito pleiteado por Ismine e Denise, que agora se concretiza.

EM RESUMO

lambe-lambe

Teatro Lambe-Lambe e
Espetáculo Espia Só (Cia Andante)
De Quarta a Sábado, 28/03 a 31/03/2012,
no Piso 4 do Centro de Convenções da Bahia (Hall D),
Aberto a todos inscritos e inscritas no VII FBEA

fonte: http://viiforumeducacaoambiental.org.br/espaco-bem-estar/teatro-lambe-lambe/

Teatro e Circo, estamos felizes com tanta programação na cidade que, além de trazerem pessoas especiais na arte e na cultura, abrem uma gama de opções de programação incrível que oferece todas as possibilidades de acesso. É muito bom saber que teremos por aqui Ariano Suassuna, grande mestre de muitos e tantos outros mais. Tentaremos dar notícias acompanhando tudo!

539951_263070340448650_100002370597770_574329_1102520581_n

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Somos completamente compatíveis com o nosso tempo, um teatro sustentável e includente, “um teatro que pode ser carregado nas mãos”. Ismine Lima. E assim apresentamos orgulhosamente o relatório de nossas ações impulsionadas a partir do Prêmio Cultura Viva 2010, categoria Grupo Informal!

 

O Prêmio Cultura Viva, repercutiu sobremaneira para a projeção e visibilidade da Iniciativa Caixeiros Viajantes – Teatro Lambe-lambe. O ano de 2011 tornou-se um marco para esta expressão teatral, como a nova linguagem do teatro de animação. Pode-se afirmar que foi o ano de maior movimentação cultural, nacional e internacional. Destacam-se a organização pela representante da UNIMA da América Latina, de um Dossiê Internacional dos caixeiros viajantes. A iniciativa recebeu um convite e participou do 11º FESTIVAL INTERNACIONAL TEATRO Y ARTES DE CALLE - VALLEDOLID – ESPANHA, com suas criadoras Denise Santos e Ismine Lima.


Foi organizada a primeira amostra de Teatro lambe lambe de Itajaí e 2ª. mostra de Joinville. O Festival de Teatro de Rio do Sul, SC , pela primeira vez, abre inscrições para participação desta modalidade em sua programação. Tudo isto teve o peso da visibilidade do Prêmio Selo Cultura Viva. A nível local, no estado da Bahia, trabalhou-se para cumprir com os objetivos do projeto inicial, que era difusão do TEATRO LAMBE-LAMBE, através de oficinas, eventos e da produção de espetáculos. Neste relatório descritivo estão todas as atividades realizadas e na tabela em anexo, estão distribuídos os valores gastos para cada atividade.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Divulgamos este ótimo texto sobre o Teatro Lambe-lambe, escrito por Valeria Corea Rojas do Chile (via Facebook)

Contradicciones de una cajita Lambe Lambe en un festival maxi-exitista

Uno de los propósitos del Teatro Lambe Lambe es que al realizar una presentación para una persona por vez, ésta se entrega como un regalo.

Como artista dedicas toda tu energía, atención y oficio a ese único público, con el objetivo de que él o ella pueda entrar en ese pequeño mundo instalado en una pequeña cajita escénica y se olvide por unos pocos minutos  del correr de la vida.

  Para la compañía OANI, este año comenzó con la gran oportunidad de participar en el festival mas importante de nuestro país, importante en el sentido de grandes presupuestos (aunque no para los honorarios de los artistas nacionales), gran visibilidad en los medios y claro ser parte de una parrilla artística de primer nivel con reconocidos artistas internacionales. Oportunidad que no podíamos dejar de aprovechar y agradecer.

Ahora, cuando ya llevamos 6 presentaciones en tres ciudades diferentes me surge la necesidad de compartir esta gran contradicción. Al plantearnos como compañía, trabajar con un espectáculo que apuesta por el mínimo, conlleva muchas ganancias y algunas perdidas.             

La ganancia principal es que todos (está bien... dejémoslo en un 98%) los espectadores luego de ver una cajita quedan emocionados, se conectan con una parte íntima que muchas veces habían postergado demasiado, los mas viejitos vuelven a vivir, sueñan, ríen y lloran. Los niños viven, absorben, construyen, imaginan, guardan. Los adultos, bueno los adultos se emocionan y ya con eso, a veces basta. Lo mas importante de todo, es que cada uno lo hace a su propia medida y necesidad, no hay un parámetro de público grupal, no hay indicación de hacia donde deben reaccionar, una vez dentro de la cajita cada uno es libre de sentir lo que y como quiera.

La gran pérdida es que el espectáculo, en dos horas de presentación, logra llegar aproximadamente a 100 personas, y eso en el marco de un festival gigantesco es casi un numero inaceptable.

Como artistas entrenados y profesionales nos embarcamos en un viaje repetitivo de sonrisas, explicaciones (lo que hacemos es una novedad y las personas gustan de entender en que terreno están), orden del escenario, luces, música, movimientos, emociones, animación de objetos, final del espectáculo y despedidas y así una y otra vez cada cuatro minutos el mismo espectáculo para, al menos, treinta y cinco personas diferentes cada uno.  Luego de años de trabajar con esta técnica, sí puedo afirmar que todas las funciones son diferentes, por que los espectadores son diferentes y además a los artistas nos gusta jugar, pero también es una secuencia de movimientos coreografiados que necesitan de exactitud para lograr el objetivo que nuestra obra de arte persigue.

Con todo el esfuerzo que acabo de describir, sucedió en las 6 presentaciones en tres ciudades diferentes, que muchas personas se quedaron sin ver el espectáculo. Y esto en los tiempos que vivimos lleva como mínimo a la indignación, será por que hoy en día estamos hartos que nos prometan algo y no lo cumplan.

Durante el proceso no pude dejar de sentir una fuerte presión hacia lo que debíamos entregar, mas allá del placer que me causa realizar mi trabajo, me topé con comentarios como “deberían advertir que se podían acabar los números” (entregamos números de atención para organizar las presentaciones), “pero si dice que las presentaciones son hasta las dos de la tarde, son las 13;30 y ya no hay números” “¿como que se cansan si son solo tres minutos?” “¡pucha! pero yo llegué hace media hora y no lo voy a poder ver” y la infaltable abuelita que llega desde lejos....“pero aunque sea hágale una función a la niña”  y así muchas personas luchando contra la frustración de no poder asistir al espectáculo que la santa televisión había prometido como una de las novedades de este año. ¿Como sobrellevar esta contradicción, de querer entregar un momento de calidad a cambio de la cantidad? ¿será posible luchar contra el formato de evento masivo que las personas esperan? ¿no era que queriamos divulgar las cajitas Lambe Lambe? Aún no doy con la respuesta, solo agradezco haber trabajado esta vez con la payasa mas animada y divertida de la quinta región que luchó arduamente para que la situación no se nos fuera de las manos (y eso que somos titiriteros)

También existe la otra cara de la moneda, aquellas caras felices saliendo de la cortina, los ojos brillosos, la sonrisa ancha, el espectador que nos abraza como a un amigo que se extraña y nos felicita por lo que le acabamos de entregar y se va feliz olvidando que tuvo que esperar hasta una hora por que esos tres minutos y medio, de verdad valieron la pena.

Entonces solo me queda soñar en que este año volveremos a llevar a cabo una muestra de cajitas Lambe Lambe, que esta vez seremos no solo seis cajitas si no varias mas y que todo ese público podrá ser invitado a pasar, mirar y emocionarse no solo por nosotros, si no por artistas traídos de diferentes países, quienes como nosotros han dedicado su tiempo a crear mini-historias que los llevarán a una profunda intimidad compartida de a dos.

Notícias do Teatro Lambe-Lambe...

VII Fórum Brasileiro de Educação Ambiental » Teatro Lambe-Lambe

Divulgando: III Convenção Baiana de Malabarismo, Circo, e Arte de Rua, clica no cartaz para conhecer todos os detalhes do evento. Nos Palhacinhos, tem o link para o Blog da Convenção, vejam lá!

logo_palhacos_02

407975_2949426136033_1272732807_3089493_22186784_n

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Divulgando o trabalho da Solange, nossa Diretora de Comunicação. Vejam lá!

A Barca: Quer contratar meus serviços com Experimentos Gráficos e Fotográficos? Não tem problema! É só me mandar um e-mail!

LA HOJA DEL TITIRITERO

Logo_Unima80

Boletim eletrônico da Comissão para América Latina de UNIMA
Ano 8, n°24 - Dezembro de 2011
Novo e-mail:
comision.unima@gmail.com

La Hoja del Titiritero -  " A Folha do Bonequeiro", boletim eletrônico e meio de comunicação da Comissão para América Latina de UNIMA, tem como proposta informar e colocar em contato os bonequeiros das línguas espanhola e portuguesa , mantendo os laços de união através da Arte do Teatro de Bonecos.
Também queremos chegar a todos os titeriteiros do mundo com o interessante conteúdo das matérias, reportagens e noticias, que são publicadas na sua língua de origem.

La Hoja del Titiritero - " A Folha do Bonequeiro"  com novas páginas e com novo visual, pretende  contribuir em esta RED de ação titeriteira, como proposta de integração no continente.

Em esta edição:

Personagem Inolvidável: Mario Herrera Asín de Perú;  Reportagem: « Uma janela para a marioneta  Suiça»; Bolsas : Bolsas da CAL e Carta da bolsista brasileira no ESNAM, Escola Superior Nacional da Arte da Marioneta ;  Dossier: O Teatro João Redondo, boneco popular do Brasil; Patrimônio: O Café Chat Noir ;

Terapia : O Grupo 4 Elementos nos hospitais ; Festivais e Noticias do Brasil e do mundo.

Agradecemos o trabalho voluntário de todas as pessoas que contribuíram com a realização de esta Utopia: colaboradores de noticias de todos os países, as redatoras de textos, Ana Maria Allendes e Carmen Luz Maturana e ao web master, Fabrice Guilliot.

Os convidamos a ler La Hoja del Titiritero n° 24 no NOVO SITE:

http://www.hojacal.info