domingo, 13 de dezembro de 2009

Um encontro!

Gostaria de colocar aqui uma homenagem a esse grupo maravilhoso, Anjos da Noite e ao Dio Adhelino por esse emocionante relato de nosso encontro.

Ismine

Texto original publicado no Blog: http://blogdoelenco.blogspot.com
Endereço da postagem: http://blogdoelenco.blogspot.com/2008_05_01_archive.html



"terça-feira, 20 de maio de 2008

Teatro Lambe lambe

por Dio Adhelino


Participei de um Congresso de Teatro em uma cidade não muito longe da minha, e numa praça perto de onde eu estava hospedado avistei uma caixinha, pequena porém, chamava muito a minha atenção, por ser uma caixinha fechada, não tinha como saber o que tinha lá dentro, será um tipo novo de teatro, pensei, a fila era imensa, esperei, esperei, a minha ansiedade de conhecer aquela arte maravilhosa era tanta que parecia que a fila não andava. Esperei alguns minutos, então chegou a minha vez, sem saber o que iria encontrar dentro daquela caixinha misteriosa comecei a perguntar-me o por quê de tanta curiosidade, o que me levara àquele fascínio pelo desconhecido. Coloquei o meu rosto em uma viseira a penumbra era grande, eu já estava pálido pois não sabia o que me esperava.
De repente as luzes se acendem o espetáculo começa...
- Senhoras e senhores...
O mundo era só meu, como se eu entrasse em um sonho onde eu podia sentir, olhar e respirar o momento... Então o caixeiro me chama e fala que terminou.
-Não! Espere o meu mundo estava lá dentro o meu sonho era lá... o meu sonho...
Levantei-me dei um abraço no caixeiro e fui embora, aquele momento não saia de minha cabeça. Um espetáculo só meu, alguém fazendo algo só para mim. É como se uma pessoa resolvesse fazer uma homenagem para você, só para você.
Procurei então quem tinha criado aquela arte magnífica... Procurei, procurei e só alguns meses depois eu achei. Foi no Brasil, meus olhos se encheram de lágrimas ao saber que aquela arte tão linda era minha conterrânea.
Teatro Lambe lambe criado na Bahia em 1989 por Denise Santos e Ismine Lima. Neste momento eu pensei:
- Se esta arte foi criada em 1989, elas ainda estão vivas, já que a maioria dos criadores já estão mortos. A procura foi ainda maior, perguntei para amigos, colegas de trabalho, até encontrar caixeiros, como aquele que encontrei naquele dia mágico, naquela praça. Conversando, fiquei mais interessado naquela arte, então criei a minha caixinha, estava entusiasmado, fui à uma praça, pois queria ser igual aquela caixinha que vi pela primeira vez. Um perguntava:
- O que é isso? É pra tirar fotos?
- Não é um realejo! Dizia o outro.
- Vocês estão locos! Isto é uma caixa de mágicas. Afirmava o terceiro.
E eu orgulhosamente dizia:
- Isto é teatro.
Quem assistia saía com os olhos brilhando. E eu quando guardei a caixa, sai com a certeza de ter feito algumas pessoas sonharem, pelo menos alguns minutos.
Tempos depois de já estar trabalhando com a caixinha eu fui convidado para participar de um encontro, onde só estavam pessoas que trabalhavam com a arte da caixinha. Estava muito feliz, quando recebi a notícia que as criadoras estariam lá. Naquela noite eu nem dormi direito, pensando procurei tanto, até que vou conseguir conversar e saber o que levou elas a criarem aquela arte maravilhosa.
No dia do encontro, estava eu com minha caixinha apresentando, quando me deparei com uma senhora que assistiu o meu espetáculo, bateu palmas e me chamou. Fiquei meio sem graça, pois na fila tinha muita gente para fazer sonhar. Ela disse:
- Venha cá, vou dizer uma coisa a você, e quero que você leve para o resto da vida. Esta arte foi criada para os escolhidos, e você é um dos escolhidos. Na hora achei estranho, abracei aquela senhora e perguntei o seu nome, e ela me respondeu:
- Denise Santos, eu vim participar da mostra.
Naquela hora eu vibrei de alegria, pois eu estava na frente da criadora daquela arte maravilhosa, então quase sem palavras perguntei:
- E quem é Ismine?
Ela falou está ali montando o seu espetáculo.
Abracei as duas, falei o que estava sentindo por conhecê-las, e até hoje somos mais que colegas de caixinha, somos verdadeiros amigos.
E assim foi o início da minha história com o Teatro Lambe lambe."