sábado, 28 de novembro de 2009

Ser artista por Vasco Aguzzoli

Publico aqui um texto do meu amigo Vasco sobre ser artista.

***
Artista que não contribui com o Bum genético da humanidade, que não vai além do Ponto de mutação, deve considerar seu papel e função, sendo humilde para colaborar, com sua habilidade manual e aprimora-la ao máximo, obediente ao louco que sabe por onde devem ir suas mãos e o conjunto de sua atuação para atingir o objetivo final, cujas palmas são só o reconhecimento do público alvo da sua impossibilidade de  ir além sem considerar o que foi posto pela obra de arte, uma vês vista, percebida, sentida.
 
Não é um privilégio ser artista.

É uma condição dada que exige muita responsabilidade e cobra caro por desvios de qualquer natureza da sua ética fundamental, que se difere de qualquer ética estabelecida, pois que não se estabelece no tempo.

A arte para ser arte é atemporal.

Só este detalhe da sua natureza já é o bastante para quem não a compreende no minimo respeitar e reverenciar.

Depois vem o espaço e as infinitas possibilidades de expansão de seu território a partir de um minusculo buraquinho de luz e sombra, que abre a imaginação em 3 minutos para o infinito e poderia ser apenas uma fotografia... em segundos o olho do fotografo artista capta e fixa uma imagem viva e mutante, que ao se revelar transcende tempo e espaço.

Para a amiga Ismine

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Tempo

Quanto tempo
Preocupada com o tempo
Parece que ele sumiu
Virou fumaça
Que o vento leva
Traz de volta mais leve ainda
Volta doido
Aquele da saudade

O tempo tem pressa
É avexado, sempre suspeito
Ataca o coração
Pressão alta

Na estação quente
Muita variação

Estação quente
Estação fria
Estação delirante
Estação esfoliante

Só pedindo a este
"Senhor Poderoso"
Me dê tempo
Um tempo de paz
Pra poder ter uma paixão
e ter todo o tempo do mundo

O tempo da paixão
Este sim, é o poderoso

Hoje, Ismine Lima